De Tirar o Fôlego

 

Conheça a história de Leonardo Costa, um mineiro que conquista cada vez mais as academias e redes sociais com seu jeito carismático de atender os alunos

Já não é novidade que a busca por resultados de um físico mais atraente e saudável, tem feito academias e espaços esportivos em todos os lugares lotarem. O ano passado, 2022, mostrou uma busca acelerada de pessoas por aulas e atividades físicas, após um período de sedentarismo provocado pela pandemia.

Em Igarapé não é diferente. Exemplo disso é o crescimento do segmento, visto em abertura de novas academias, box e tantos outros serviços veiculados ao estilo de vida saudável, que vem conquistando cada vez mais adeptos. E é neste leque amplo de possibilidade, que encontramos o personal trainer Leonardo Costa, mais conhecido como Léo, de 40 anos, que atende em academias e condomínios.

Dono de um carisma único, Léo está no mercado há 17 anos como educador físico e contou com exclusividade ao Jornal do Povo, sua história, a receita de sucesso para se consolidar cada vez mais, como um profissional que todos querem contratar. 

Léo, conta um pouquinho da sua história para gente:

Eu sou de Divinópolis e cheguei em Igarapé já a algum tempo. Tenho 40 anos, sou casado e tenho uma filha. Quase metade da minha vida é dedicada a educação física, sou formado pela Universidade Salgado de Oliveira e comece minha carreira ainda estudante, com estágios em academias e escolas públicas da cidade. Me considero uma pessoa que gosta muito de trabalhar com pessoas. Sinto que essa troca de energia, nos faz ser sempre um ser humano melhor. 

- Publicidade -
Ad image

E como foi sua chegada em Igarapé?

Posso dizer que um desafio além do esperado. Eu já tinha 14 anos trabalhando na área, com uma carteira de alunos consolidada. Mas eu queria experimentar algo a mais. Porém, começando a caminhar aqui em Igarapé, fomos todos surpreendidos com a covid-19. Foi quando uma influenciadora digital da cidade – a quem agradeço por tudo e pela amizade que continua até hoje – começou a treinar comigo e por meio dessa audiência, conquistei muitos alunos que, inclusive, permanecem comigo até hoje. Todos os dias dou meu melhor na academia e por isso, acredito eu, que muita gente quer treinar comigo. 

Neste tempo de carreira, tem algum fato marcante que você destaca?

Sim! Acredito que cada aluno tem seu desafio individual e eu abraço cada um, como se fosse minha própria meta. Em um momento da minha história, tive a oportunidade de atender alunos especiais com autismo e Síndrome de Asperger. E um desses alunos, no início dos atendimentos, me exigiu muita resiliência. Ele ficava muito nervoso e impaciente para realizar os treinos. Com o passar do tempo, fui adquirindo a confiança e o carinho desse aluno e com menos de dois meses, toda aquela agressividade deu lugar ao interesse dele peça atividade física, evolução do seu tratamento e muito carinho por mim, ao ponto de até andar abraçado comigo na rua. Isso para mim, foi marcante e muito gratificante. 

Léo, qual a diferença de um treino livre de outro acompanhado por você?

Entendo que ter um profissional de acompanhando é muito importante por dois principais motivos. Primeiro é a capacidade que trabalho nos meus alunos de motivação. Existem pessoas que vão amar se exercitar, outras que vão fazer porque precisam, e por aí vai. Para cada tipo de objetivo final temos que ter um tipo específico de trabalho. O segundo ponto é a segurança. Meus treinos nunca são monótonos ou repetidos. Para isso, estou sempre me atualizando e reciclando, antenado nas novidades do mercado. Saber o exercício, a carga e a sua capacidade de evolução fará com que seus resultados sejam alcançados da melhor forma possível.

Como você definiria a postura de um personal trainer em relação ao seu aluno/cliente? Como deve ser o relacionamento?

Eu sempre digo que o respeito mútuo é o maior ingrediente para a receita dos treinos darem certo. É claro que quando um Personal é contratado, a busca em primeiro plano é pelo profissional. O que não elimina a possibilidade da construção de uma amizade.  Agora, mesmo se estabelecendo uma relação mais próxima, o lado profissional não pode ser descartado; o que pode ser muito difícil para as pessoas. A questão profissional é primordial, sim, mas não necessariamente é impeditiva para uma manifestação de amizade; cabe ao profissional conseguir administrar esta questão. Posso resumir que tenho alunos que são amigos e alunos que são apenas alunos. Todos muito bem atendidos. 

Quais os diferenciais nos seus treinos?

Aprendi nesse tempo de trabalho que treinar uma pessoa e ajudá-la a alcançar seus objetivos físicos, passa também pela ajuda emocional. A paciência e o carinho em ouvir e entender o aluno é essencial. Posso destacar que tenho essa habilidade. Tenho um bom entendimento da hora de brincar, de ouvir, de falar. Além, claro, de fazer tudo com muita excelência e profissionalismo. Cada treino é personalizado. Hoje atendo também em condomínios, favorecendo o aluno na hora do deslocamento. Em síntese, posso dizer que o Léo quer te ver bem e não mede esforços para isso acontecer. Fazendo o que for necessário.

Todo mundo pode treinar com você?

Claro! Não tenho nenhum tipo de distinção. Nossos treinos estão à disposição para quem se interessar em contratar. Seja para perder peso, ganhar massa muscular, par competições ou simplesmente para se movimentar. Basta olhar a agenda conosco, pois graças a Deus está cheia, mas damos um jeitinho para caber todos com dedicação e foco. 

Por fim, deixe uma mensagem para nossos leitores.

Quero finalizar dizendo algo que sempre me inspira: um passo dado é melhor que ficar parado. E com isso, podemos aplicar em tudo nas nossas vidas. Te encorajo a fazer uma aula experimental comigo caso tenha interesse de iniciar sua vida mais saudável ou melhorar ainda mais seus resultados. Acredite em você e nos seus objetivos. Vamos juntos construir a vida que queremos e merecemos.

GOSTOU DO LÉO?

TAGGED:
Compartilhar
Comentar